Reader Comments

Aliança para noivado

by Thales Lutero (2018-01-17)


Utilizar associação significa um compromisso assumido com a persona dulcinéia. Este hábito teve sua origem na Europa, porém a princípio, simplesmente a senhora usava, posteriormente, a tradição também passou para os homens.

A termo confederação possui origem no latim alligare, que remete para uma relação de proximidade, de união. Fazer uma confederação com alguém é fazer um contrato, um pacto, uma união. Deste modo, o argola com nome de associação é uma memorandum do pacto entre o marido a esposa.

alianca-casamento-3004-5605.jpg

A associação possui um formato rodear, o que é um simbolismo de evo, porque o círculo não possui princípio nem término.

A coligação deve dirigir-se acompanhada de um aro, que será frequentemente de diamantes, tudo dependendo das posses do nubente. Esta tradição vem a partir de a Roma Antiga, porém deve ser anterior a ela. Também é rotina formalizar o noivado em um jantar para as famílias, ouro preço é realizado pelos pais da prometida, para formalizar o noivado. A associação é colocada no dedo anelar da mão direita.

O argola de noivado a confederação de consórcio são usadas no dedo anelar, a explicação é que em tempos antigos as pessoas acreditavam que esse dedo possui uma veia ou tendão que possui uma link direta ao coração. Quanto à alteração do aro da mão direita (no caso do noivado) para a mão esquerda (no consórcio), existem duas teorias: uma diz que a mão esquerda representa a submissão em comparação com consorte; a outra diz que se casam, o argola passa para a mão esquerda porque esta se encontra mas perto do coração.

As alianças no instante do consórcio são levadas por uma senhora de honra que entra na Igreja a na frente de da prometida, carregando em uma cestinha de prata ou uma almofada de peludo. Depois a bênção os noivos trocam as alianças, que serão colocadas no dedo anelar da mão esquerda, significando o casório.

Acima as alianças não eram consideradas tão somente um prenúncio de paixão, porém também eram relacionadas com o dote que a prometida trazia para o casório, que varias vezes era negociado pelos pais dos noivos. É, porque uma relíquia do tempo quando os casamentos eram considerados um negocio um contrato entre famílias, a termo de prometer a segurança econômica do par.